Um lugar fantástico para suas férias...

Cumuruxatiba | Sul da Bahia


Paz e tranqüilidade são sinônimos de Cumuruxatiba. A vila possui em torno de 5 mil habitantes, e foge do agito turístico costumeiro das cidades litorâneas do sul da Bahia, como Prado, Porto Seguro e Caravelas. Repleta de paisagens paradisíacas quase intocadas, Cumuru, como é chamada pelos íntimos, é destino de quem quer sossego para recarregar as energias, e passeios em família. 
As praias de Cumuru possuem em sua maioria mar calmo, sem ondas, e com uma inconfundível brisa que seduz os visitantes pelas suas margens, fazendo com que quem vem pela primeira vez, sempre volte novamente. Cumuru é conhecida como o lugar onde o “Tempo não tem pressa, e a preguiça é mais gostosa”. 
Ao longo das praias, existem dezenas de pequenos rios e nascentes de água cristalina, que emolduram a beleza deste lugar chamado Cumuruxatiba. Mas vale ressaltar que, por se tratar de um local quase preservado, com características rústicas, alguns itens de infra-estrutura não são os mais indicados, como por exemplo, o acesso à vila e às praias, que é por estrada de chão. Mas vale o passeio, pois como dizem os moradores, “quem bebe da água de Cumuru a primeira vez, sempre volta outra vez”. Existem linhas de transporte regional para as cidades de Prado e Itamaraju. 

 História

No dia 22 de abril de 1500, ao longe, as naus da esquadra de Pedro Álvares Cabral avistavam um verde e branco litoral. Coqueiros debruçados nas areias alvas a observar as falésias esculpidas na costa impressionaram a esquadra de Cabral. Nicolau Coelho, matemático e capitão da esquadra, desceu em terra para se abastecer em água doce, às margens do rio Cahi, ao norte de Cumuruxatiba; com isso, tornou-se o primeiro homem branco a encontrar os índios Patachós, que habitavam este paraíso tropical. 
De lá para cá, pouca coisa mudou em Cumuruxatiba. O cenário continua quase o mesmo descrito por Pero Vaz de Caminha, só que a aldeia indígena deu lugar à uma pequena vila de pescadores, que posteriormente, se transformou na rústica e preservada vila de Cumuruxatiba. 

 

 

Praias e Pontos Turísticos

A beleza natural quase que intocada é o ponto forte de Cumuruxatiba. Com praias cinematográficas, a vila mistura um ar bucólico que mostra toda a sua rusticidade, aliada aos prazeres que só Cumuru oferece. Especiarias e pratos típicos baianos e indígenas são especialidade da região. 
A melhor maneira de se conhecer suas praias é caminhando durante a maré baixa. Por ser rica em acidentes naturais, Cumuruxatiba oferece belos passeios de barco, de caiaque e veleiro ou caminhadas por lugares de raro encanto. Cumuru faz parte da costa das baleias, e é um destino muito procurado também por quem pratica atividades como mergulho e esportes radicais, como kitesurf.
Poucas praias possuem infra-estrutura de barracas e banheiros, como a Praia do Rio do Peixe Grande, Praia do Rio do Peixe Pequeno, e a Praia do Centro, uma enseada de águas verdes, mornas e rasas. Possui pouca formação de corais, é margeada por restaurantes e barracas entre as amendoeiras que a seguem. Na maré baixa pode-se caminhar por mar a dentro por mais de 200 metros. O Rio Cumuruxatiba foi represado, e logo na chegada da vila, possui uma represa que é uma verdadeira piscina com águas escuras e mornas, e chão de areia, ideais para banhos em todas as idades. Para quem gosta de esportes, é possível subir o rio de caiaque. Na praia do centro que fica localizado o misterioso píer de Cumuruxatiba, desativado, foi construído na década de 50, mas as histórias de seu fechamento não são muito claras. Cumuruxatiba tem ainda belíssimas praias quase que desertas, como a Praia da Areia Preta, a 4km do centro, ao sul, com falésias multicoloridas de mais de 30 metros de altura, e areia escura; a belíssima Barra do Cahy, a 18km do centro, ao norte, é uma boa pedida para passeios seja a pé, de bike ou carro. Possui uma barraca de praia na fazenda Glória; praia da Japara Grande, a 7km do centro, ao sul, possui um manguezal e é destino de esportistas à vela, e naturistas; Japara Mirim, a 6km do centro, ao sul, cortada pelo rio Japara Mirim; a Praia do Moreira fica a 8km do centro, ao norte, e possui um mirante voltado para o rio do peixe. Possui muitos coqueiros e orquídeas; a 14km ao norte do centro, fica a praia semi-deserta do Calambrião, com seu mar verde; a praia do Imbassuaba, a 10km ao norte do centro, possui ondas fracas e é ideal para caiaque e pesca; a Praia dos Dois Irmãos fica próxima à represa, a 2km do centro, ao sul. Possui falésias multicoloridas, e uma barreira de corais. 

 

Festa de São Sebastião

A festa folclórica em homenagem a São Sebastião é realizada no dia 20 de janeiro, e é a grande data das festividades do vilarejo. Centenas de pessoas vindas de cidades vizinhas e outros cantos do país (e de fora do Brasil) se misturam aos índios e nativos em uma grande manifestação cultural onde as pessoas acompanham o mastro de São Sebastião pelas ruas do vilarejo, cantando e dançando, até a chegada à Igrejinha católica, no centro. Ela é símbolo da influência européia e cristã que deu início à colonização do nosso país, há 515 anos. Outras festas que possuem expressão regional são as festas de São Pedro, Santo Antônio, o Reveillon, e a Temporada das Baleias. 



Fontes:
Wikipedia: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cumuruxatiba
Cumuruxatiba Bahia: http://www.cumuruxatibabahia.com

(73) 3573 1008

A Pousada Boa Sorte fica localizada na entrada da vila de Cumuruxatiba. Privilegiada, possui a represa de Cumuruxatiba à sua frente, e ao fundo (frente dos apartamentos), fica o mar. A pousada possui estacionamento, conexão à internet, piscina, área para churrasco e sala de televisão.

 

Assine nossa Mala Direta

Formas de Pagamento